O mercado da eletricidade em Espanha e Portugal é um Mercado Europeu

 

O mercado da eletricidade em Espanha e Portugal é um Mercado Europeu desde o ano 2014 para o horizonte diário e desde 2018 para o horizonte intradiário. O OMIE é o operador de mercado (conhecidos como NEMOs na UE) designado em Espanha e Portugal e, neste contexto, desempenha a função regulada do acoplamento do nosso mercado com o resto da Europa.

A nossa empresa lidera este processo de integração para o Mercado Interno da Eletricidade na UE.

Nomeadamente, o OMIE foi um dos três NEMOs que participaram no lançamento do novo mercado intradiário contínuo europeu em 12 de junho de 2018. Este mercado vem complementar o mercado diário já acoplado à Europa desde o ano 2014, sendo uma das peças cruciais para conseguir o objetivo do Mercado Interno da Eletricidade.

Acoplamento Único Diário (SDAC)

O objetivo do Acoplamento Único Diário (SDAC, pelas suas siglas em Inglês) é a criação de um mercado diário de eletricidade integrado que abranja toda a UE. Este acoplamento baseia-se num processo de leilão para o dia seguinte no qual se cassam as ofertas recebidas em cada zona de oferta pelos NEMOs correspondentes e simultaneamente se aloca a capacidade de intercâmbio entre zonas de oferta. Para isso, é necessária uma estreita cooperação entre NEMOs e operadores do sistema.

Este acoplamento baseia-se num algoritmo denominado Euphemia desenvolvido por um grupo de NEMOs entre os quais se encontra o OMIE.

Atualmente, o SDAC divide-se em duas áreas denominadas MRC, na qual se encontram a Espanha e Portugal desde o ano 2014, e 4MMC.

Pode consultar mais informações sobre o SDAC no site do NEMO Committe.

Acoplamento Único Intradiário (SIDC)

Em 2018 começou a operar o Acoplamento Único Intradiário (SIDC, pelas suas siglas em Inglês), baseado num mercado contínuo. As ofertas recebidas por parte de cada NEMO são enviadas a uma plataforma centralizada na qual as ofertas são cassadas de forma contínua e simultaneamente se aloca a capacidade de intercâmbio entre zonas de oferta no caso das transações transfronteiriças.

Para esse fim, o SIDC conta com um livro de ofertas partilhado e um módulo de gestão das capacidades transfronteiriças. Evidentemente, a operação de um mercado contínuo destas características exige que os NEMOs e operadores do sistema dos países participantes se coordenem em tempo real.

O SIDC permite que os agentes ajustem as suas necessidades de produção e consumo até uma hora antes da entrega da energia. Isto facilita a otimização da geração, especialmente da renovável, que carece de ajustes perto do tempo real.

Este mecanismo permite atualmente o acoplamento dos mercados intradiários de 21 países.

No futuro, o SIDC incorporará, para além do mercado contínuo, três leilões intradiários implícitos de âmbito pan-europeu.

Pode consultar mais informações sobre o SDIC no site do NEMO Committee.