Mercado Intradiário

Os mercados Intradiários

Os mercados Intradiários são uma importante ferramenta para que os agentes do mercado possam ajustar, por meio da apresentação de ofertas de venda e aquisição de energia, seu programa resultante do mercado diário conforme às necessidades que esperam em tiempo real.

Os mercados Intradiários se estruturam atualmente em seis sessões de leilões no âmbito MIBEL e um mercado contínuo transfronteiriço europeu.

O mercado intradiário de leilões tem por objetivo atender, por meio da apresentação de ofertas de venda e aquisição de energia elétrica por parte dos agentes do mercado, os ajustes sobre o Programa Diário Viável Definitivo, cuja base de programação é o resultado do mercado diário.

O mercado intradiário de leilões se estrutura atualmente em seis sessões com diferentes horizontes de programação para cada sessão e gere as áreas de preço de Portugal e Espanha, e la capacidade livre das interligações: Espanha-Portugal, Espanha-Marrocos e Espanha-Andorra.

O programa resultado de cada sessão do mercado intradiário de leilões é o Programa Intradiário Básico de Emparelhamento Incremental (PIBCI). O operador do sistema, em base a este programa, publica o programa resultante o Programa do Horário Final (PHF).

O mercado intradiário de leilões se estrutura atualmente em seis sessões com a seguinte distribuição de horários por sessão:

  SESSÃO
SESSÃO
SESSÃO
SESSÃO
SESSÃO
SESSÃO
Abertura de sessão 17:00 21:00 01:00 04:00 08:00 12:00
Encerramento de sessão 18:50 21:50 01:50 04:50 08:50 12:50
Emparelhamento 18:50 21:50 01:50 04:50 08:50 12:50
Publicação do programa acumulado (PIBCA) 18:57 21:57 01:57 04:57 08:57 12:57
Publicação PHF dos OSs 19:20 22:20 02:20 05:20 09:20 13:20
Horizonte da Programação (Períodos horários) 27 horas
(22-24 y 1-24)
24 horas
(1-24)
20 horas
(5-24)
17 horas
(8-24)
13 horas
(12-24)
9 horas
(16-24)

Os horários são os estabelecidos nas Regras de Funcionamento do Mercado. Os que figuram na tabela anexa são os horários limites possíveis.

O mercado intradiário contínuo, tal como o mercado intradiário de leilões, oferece aos agentes do mercado a possibilidade de gerir seus desequilíbrios de energia com duas diferenças fundamentais com respeito ao dos leilões:

  • Além de aceder à liquidez do mercado a nível local os agentes poderão se beneficiar da liquidez disponível nos mercados de outras áreas da Europa, sempre que houver capacidade de transporte transfronteiriço disponível entre as zonas. 
  • O ajuste puede ser realizado até uma hora antes do momento de entrega da energia.

O mercado intradiário contínuo está gerido pelos operadores do mercado designados (na primeira fase, os NEMOs operativos são OMIE, EPEX SPOT e EMCO) respondendo ao mandato do Regulamento (UE) 2015/1222 de criar um mercado intradiário contínuo transfronteiriço europeu. O propósito deste mercado é facilitar o comércio de energia entre as diferentes zonas da Europa de maneira contínua e aumentar a eficiência global das transações nos mercados intradiários em toda a Europa. Este mercado se denomina, segundo o mencionado Regulamento, Single Intraday Coupling (SIDC). O programa resultado de cada ronda do mercado intradiário contínuo é o Programa Intradiário Básico de Emparelhamento Incremental Contínuo (PIBCIC). O operador do sistema, em base a este programa, publica o programa resultante o Programa do Horário Final Contínuo (PHFC). Por cada unidade de produção ou aquisição poderão ser apresentadas múltiples ofertas de compra ou venda.

Apresentação de Ofertas ao Mercado Intradiário de Leilões

Poderão apresentar ofertas de venda ou aquisição de energia elétrica nos mercados intradiário de leilões todos os agentes do mercado. As ofertas de venda ou aquisição de energia elétrica que os vendedores no mercado intradiário de leilões apresentem ao operador do mercado poderão ser simples ou incluir condições complexas em razão do seu conteúdo. As ofertas simples são ofertas econômicas de venda ou aquisição de energia, de 1 a 5 trechos, que os vendedores apresentam para cada período horário e unidade de venda ou de aquisição da que sejam titulares. Estas ofertas simples expressam um preço e uma quantidade de energia, sendo o preço crescente em cada trecho. As ofertas de venda ou aquisição que incluem condições complexas são aquelas que, cumprindo com os requisitos exigidos para as ofertas simples, incorporem todas, algumas ou alguma das condições complexas seguintes:

  • Graduação de tensão.
  • Rendimentos mínimos; Pagamentos máximos.
  • Aceitação completa no Emparelhamento do trecho primeiro da oferta de venda.
  • Aceitação completa em cada hora no Emparelhamento do trecho primeiro da oferta de venda.
  • Condição de um mínimo número de horas consecutivas de aceitação completa do trecho primeiro da oferta de venda.
  • Energia máxima.

As condições de graduação de tensão e rendimentos mínimos são as mesmas que as descritas no mercado diário. A condição de pagamentos máximos resulta equivalente ao do rendimento mínimo aplicado às compras de energia, que não sairão emparelhadas em caso do custo ser superior a um valor fixo, mais uma variável por kWh emparelhado.

A condição de aceitação completa no Emparelhamento do trecho primeiro da oferta de venda ou aquisição permite às ofertas de venda fixar um perfil para o conjunto de todas as horas do mercado intradiário, que só pode resultar emparelhado no caso de ser no primeiro trecho de todas as horas. Isto permite ajustar os programas das unidades de produção ou aquisição a um novo perfil, ou em caso de não ser possível em uma parte, deixar o programa prévio sem modificação de algumas das horas de forma individual. Se utiliza esta opção quando a programação de umas horas só for possível se também forem em outras, como pode ser para adiantar o processo de arranque ou paragem, evitar congestionamento de caldeira, etc.

A condição de aceitação completa em cada hora no Emparelhamento do trecho primeiro da oferta de venda ou aquisição implica que só será programado, em uma hora determinada, o primeiro trecho em caso de ser emparelhado na sua totalidade, sendo retirados todos os trechos dessa hora, e não sendo retirada a oferta realizada para o resto das horas. Esta opção é útil para a programação de grupos que produzem (mínimo técnico) ou consumen (consumo de bombeamento), un valor mínimo ou nada. Também pode ser igualmente útil para que os consumidores expressem uma situação similar.

A condição do número mínimo de horas consecutivas com aceitação completa do primeiro trecho da oferta poderia ser aplicada quando a unidade de produção ou aquisição produza ou deixe de consumir de forma consecutiva ao menos um número de horas. A mesma condição sería aplicável a um consumidor que, por exemplo, não pode por em funcionamento uma fábrica por um número de horas inferior ao especificado na oferta.

A condição de energia máxima permite a unidades de oferta ou aquisição que tenham uma limitação na disponibilidade de energia, ofertar em todas as horas, mas limitando o valor emparelhado a um máximo global de energia. Esta condição é necessária devido à volatilidade dos preços do mercado intradiário entre horas, que não permitem conhecer as horas nas que podem emparelhar as unidades de produção ou aquisição, e contudo tem um límite a energia que podem vender, como pode ser o caso das unidades de geração de bombeamento.

As ofertas de venda para cada sessão de mercado intradiário devem respeitar as limitações unitárias correspondentes à unidade de oferta postas à disposição do operador do mercado pelos operadores do sistema ao início da sessão.

Processos de Emparelhamento e Resultados no Mercado Intradiário de Leilões

O operador do mercado realizará o emparelhamento das ofertas de compra e venda de energia elétrica, por meio do método de Emparelhamento simples o complexo, segundo concorram ofertas simples ou que incorporem condições complexas.

O método de Emparelhamento simples é aquele que obtém de maneira independente o preço marginal, assim como o volume de energia elétrica que se aceita para cada oferta de compra e de venda, para cada período horário de programação.

O método de Emparelhamento complexo obtém o resultado do Emparelhamento a partir do método de Emparelhamento simples, ao que se acrescenta a condição de graduação de tensão, obtendo o Emparelhamento simples condicionado. Mediante um proceso iterativo se executam vários emparelhamentos simples condicionados até que todas as unidades de venda e aquisição emparelhadas respeitem as condições complexas declaradas, sendo esta solução a primeira solução final provisória.

Mediante um processo iterativo se obtém a primeira solução final definitiva que respeita a capacidade máxima de interligação internacional com os sistemas elétricos externos ao Mercado Ibérico.

En caso de congestão interna no Mercado Ibérico (congestão na interligação entre os sistemas elétricos espanhol e português) repete-se o processo descrito previamente realizando uma separação de mercados (Market Splitting) que obtém um preço em cada zona do Mercado Ibérico, sem congestão interna entre ambos sistemas elétricos.

Tanto no método de Emparelhamento simples como no complexo se assegurará que não seja emparelhada nenhuma oferta que implique o não cumprimento das limitações impostas pelos operadores do sistema por segurança, o que não podendo-se cumprir tais limitações as ofertas emparelhadas permitem aproximar-se ao seu cumprimento.

O preço em cada período horário de programação será igual ao preço do ponto de corte das curvas de venda e compra.

Mercado Intradiário Contínuo

O Regulamento 2015/1222 da Comissão de 24 de julho de 2015 pelo que se estabelece uma diretriz sobre a atribuição de capacidade e a gestão dos congestionamentos estabeleceu um modelo objetivo para os mercados intradiários baseados na negociação continua de energia no que a capacidade da interligação entre zonas se abribui de forma implícita.

Um grupo de operadores do mercado europeo, entre os que se encontra o OMIE, puseram em prática um projeto de implementação do novo mercado intradiário contínuo. O propósito deste projeto (conhecido como XBID) é permitir o comércio intradiário de energia elétrica entre as distintas zonas da Europa de maneira contínua e aumentar a eficiência global das transações nos mercados intradiários em toda a Europa. A solução desenvolvida no contexto deste projeto permitirá a criação de um mercado integrado intradiário europeu.

Con este mercado intradiário contínuo, a possibilidade de que os agentes do mercado possam gerir seus desequilíbrios de energia melhora significativamente, já que podem beneficiar não somente da liquidez do mercado a nível nacional, senão também da liquidez disponível nos mercados de outras áreas.

A solução de um mercado único contínuo intradiário europeu baseia-se num sistema informático comum que é a coluna vertebral da solução européia, ao que se enlaçam os mercados intradiários locais operados pelos operadores do mercado, assim como a disponibilidade de toda a capacidade comercial das interligações transfronteiriças que facilitam os operadores do sistema.

As ofertas de compra e venda de energia introduzidas pelos participantes no mercado num país poderão ser emparelhadas pelas ordens apresentadas de maneira similar pelos participantes do mercado em qualquer outro país que estiver conectado ao sistema informático central, sempre que houver capacidade de transporte transfronteriço disponível entre as zonas.

A solução do mercado intradiário contínuo europeu é compatível com a manutenção de leilões intradiários regionais (como é o caso dos leilões intradiários do âmbito MIBEL que gere o OMIE) onde assim decidir por parte das autoridades reguladoras nacionais. No futuro, também será compatível com os leilões intradiários implícitos de ámbito pan-europeu, que serão implementados na aplicação da Decisão de ACER nº 01/2019 pelo qual se estabelece a metodologia de formação de preço da capacidade interzonal em horizonte intradiário.