Nossos mercados de eletricidade

O OMIE gere o mercado grossista (à vista ou “spot”) de eletricidade na Península Ibérica. O mercado organizado de eletricidade permite a compra e venda de eletricidade entre os agentes (produtores, consumidores, comercializadores, etc.) a preço conhecido, transparente e acessível.

O Mercado Diário

Os preços da eletricidade na Europa são fixados diariamente (todos os dias do ano) às 12:00 horas, para as vinte e quatro horas do dia seguinte, no que conhecemos como Mercado Diário. O preço e o volume de energia em uma hora determinada se estabelecem pelo cruzamento entre a oferta e a procura, seguindo o modelo marginalista adotado pela UE em cumprimento do Regulamento (UE) 2015/1222 da Comissão de 24 de julho de 2015 pelo que se estabelece uma diretriz sobre a atribuição da capacidade e a gestão dos congestionamentos. Para isso, utiliza-se o algoritmo aprovado para todos os mercados europeus (EUPHEMIA) que atualmente se aplica na España, Portugal, Alemania, Áustria, Bélgica, Bulgaria, Croacia, Eslováquia, Eslovênia, Estônia, França, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituania, Luxemburgo, Finlândia, Suécia, Dinamarca, Noruega, Polônia, Reino Unido, República Checa e Romênia.

Os agentes compradores e vendedores que se encontram na España ou em Portugal apresentarão as suas ofertas ao mercado diário através do OMIE, que é o único NEMO designado nesses países. As suas ofertas de compra e venda são aceites atendendo a sua ordem de mérito econômico e em função da capacidade de interligação disponível entre as zonas de preço. Se em uma certa hora do dia a capacidade de interligação entre as duas zonas for suficiente para permitir o fluxo de eletricidade resultante da negociação, o preço da eletricidade nessa hora será o mesmo em ambas zonas. Se pelo contrário, nessa hora a interligação se ocupa totalmente, nesse momento o algoritmo para a fixação do preço (EUPHEMIA) dará como resultado um preço diferente em cada zona. Durante o ano 2018, 95% do tempo o preço da eletricidade foi igual na España e em Portugal, o que demonstra uma elevada convergência de preços entre ambas zonas; entretanto entre España e França esta cifra somente alcançou 27,5% das horas. O mecanismo descrito para a formação do preço da eletricidade no mercado diário a nível europeu se denomina acoplamento (de preços) único diário.

Os resultados do mercado diário, a partir da livre contratação entre agentes compradores e vendedores representam a solução mais eficiente desde o ponto de vista econômico, mas dadas as características da eletricidade, sendo necessários que sejam também viáveis desde o ponto de vista físico. Por isso, uma vez obtidos estes resultados se remetem ao Operador do Sistema para a sua validação desde o ponto de vista da viabilidade técnica. Este processo se denomina gestão das restrições técnicas do sistema, e assegura que os resultados do mercado sejam tecnicamente factíveis na rede de transporte. Portanto, os resultados do mercado diário sofrem pequenas variações como consequência da análise das restrições técnicas que realizam o Operador do Sistema, dando lugar a um programa diário viável.

O OMIE é uma empresa de referência na gestão de mercados grossistas e a nossa experiência no âmbito do Mercado Ibérico permitiu-nos liderar projetos de integração européia como o acoplamento dos mercados diários na UE.

Se desejar conhecer com mais detalhes o funcionamento do mercado diário, prima aqui

O Mercado Intradiário

Depois do mercado diário, os agentes podem voltar a comprar e vender eletricidade no mercado intradiário, de maneira contínua ou bem em diferentes sessões de contratação umas horas antes do tiempo real.

O mercado intradiário contínuo, de âmbito europeu, permite a negociação com agentes que se encontrem na mesma zona de preço ou em diferentes zonas se existir capacidade interzonal disponível. Neste mercado, pode-se negociar até uma hora antes do momento da entrega da energia.

Além disso, existem seis sessões de contratação baseadas em leilões como as descritas para o mercado diário, onde o volume de energia e o preço para cada hora se determinam pela intersecção entre a oferta e a procura. Estes leilões implícitos intradiários de âmbito MIBEL constituem um dos mercados intradiários mais líquidos da UE e permitem que todos os agentes ajustem de maneira fácil e em igualdade de condições com qualquer outro operador, a sua posição dentro do mesmo dia da entrega física. Tais leilões intradiários constumam lançar preços similares aos resultantes no mercado diário e permitem aos agentes compradores e vendedores reajustar seus compromissos (de compra e venda respectivamente) até quatro horas antes do tempo real.

A partir desse momento, existem outros mercados geridos pelo Operador do Sistema no que assegura-se em todo momento o equilíbrio da produção e o consumo.

Se desejar conhecer com mais detalhes o funcionamento do mercado intradiário, prima aqui